01/12/2015

Medusa

Monstro ctónico do sexo feminino e uma das três irmãs Górgonas. Filha de Fórcis e Ceto (embora o autor Higino interpole uma geração e cite outro casal ctónico como seus pais) divindades marinhas, quem quer que olhasse diretamente para ela seria transformado em pedra. Contrariamente às irmãs, esterno e Euriade, Medusa era mortal, tendo sido decapitada pelo herói grego Perseu o qual, posteriormente, veio a utilizar a cabeça desta como uma arma, até a dar à deusa Atena, que a colocou no seu escudo.
Na Antiguidade Clássica a imagem da Medusa aparecia nos objectos utilizados como forma de afastar o mal.
A sua genealogia é partilhada com outro grupo de irmãs, as Greias, segundo Prometeu Acorrentado de Ésquilo, o qual situa ambos os trios de irmãs num local longínquo "a terrível planície de Cisterne".
Enquanto que a Medusa representada pelos artistas gregos antigos, em vasos e relevos, tenha uma forma mosntruosa, os escultores e pintores do século V a.C. passaram a visualizá-la como bela mas aterradora. Numa ode, escrita em 490 a.C., Píndaro já falava da "Medusa das belas bochechas".
Numa versão posterior do mito, relatada pelo poeta romano Ovídio, a Medusa teria sido originalmente uma bela donzela, a "aspiração ciumenta de muitos pretendentes", sacerdotisa do templo de Atena. Um dia, tendo sido violada pelo Senhor dos Mares, Poseídon no templo da deusa, esta enfurecida, castigou a sacerdotisa transformando o cabelo de Medusa em serpentes e deixou o rosto de Medusa horrível de tal forma que quem olhasse para ele seria transformado em pedra.
Na maioria das versões do mito, Medusa terá sido decapitada por Perseu, enquanto aguardava um filho de Posídon, o qual havia recebido a missão do rei Polidetes de Sérifo de lhe levar como presente a cabeça do monstro. Com a ajuda de Atena, de Hermes, que lhe forneceu umas sandálias aladas, e de Hades, que lhe deu um elmo de invisibilidade, uma espada e um escudo espelhado, o herói cumpriu a sua missão, matando a Górgona, servindo-se do inofensivo reflexo desta para a ver.
Quando Perseu separou a cabeça de Medusa, nasceram o cavalo alado Pégaso e o gigante dourado Crisaor.

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...