01/12/2015

Hera

Hera é uma rainha do Olimpo, conhecida também como a protetora do casamento, da vida e da mulher. Governa o Olimpo juntamente com o marido, Zeus. Era filha de Cronos e Réia. O animal desta deusa é o pavão e é associada ao signo do Escorpião. Extremamente ciumenta, devido às infidelidades do marido, atacava com frequência as amantes e filhos extraconjugais de Zeus. Com o deus dos deuses teve dois filhos, Ares (deus da guerra) e Hefesto (deus do fogo).
Um dos episódios de ciúmes de Hera deu-se com a deusa Calisto, que devido à sua enorme beleza conquistou Zeus, mas Hera, de forma a separar o casal, transformou a deusa numa Ursa. Calisto passou a ficar isolada e assustada, principalmente da floresta, por causa dos caçadores. Um dia, ao avistar o filho Areas, correu para abraçá-lo, mas este não reconheceu a mãe, e tendo já preparado o arco e flecha preparava-se para atingir a deusa. No entanto, Hera, ao aperceber-se do que iria acontecer, transformou a mãe e o filho em constelações, surgindo assim a ursa maior e a Ursa Menor. Mas os ciúmes da deusa rainha não haviam diminuído, apesar de salvar a vida desta, de forma que pediu a Tétis e Oceano, divindades do mar, para que nunca deixassem a mãe e o filho descansar nas suas águas. Por esta razão estas duas constelações ficam sempre em círculos e nunca descem abaixo das águas, como as outras constelações.
Outro episódio de ciúmes de Hera deu-se quando Zeus, ao aperceber-se da chegada da esposa divina, e estando com a amante Io, transformou esta numa vaca. Mas Hera, desconfiada, pede a Zeus aquela vaca de presente e uma vez que o marido não lhe podia negar um presente, dá a vaca à esposa. Hera coloca o novilho aos cuidados de Argos, um monstro com muitos olhos, que ao dormir nunca fechava todos os olhos e, dessa forma, Io estava sempre vigiada. Mas Zeus, ao ver o sofrimento da amante, pede ao astuto Hermes que mate Argos. Este, excelente músico, toca uma melodia que faz com que o monstro adormeça de tal forma que fecha todos os olhos. Nessa altura, Hermes corta a cabeça a Argos. Hera, que era dedicada a Argos, fica triste pela morte deste e juntando os olhos do monstro, coloca-os na cauda do pavão, onde se encontram até à atualidade. A deusa continua a perseguir Io, até que Zeus promete não ter mais nenhum relacionamento com Io - Hera aceita a promessa de Zeus e devolve a aparência humana de Io.

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...