01/12/2015

Hemera


Na mitologia grega, Hemera (luz do dia) foi a primeira deusa a representar o sol, sendo uma divindade primordial. Filha de Nix, a noite, e de Érebo, a escuridão, esta divindade personificava o dia e o ciclo da manhã e era a guardiã das fronteiras entre o mundo das sombras e o da luz. Nasceu junto com Éter e as Hespérides. Mais tarde, junto com as irmãs, veio a pertencer ao séquito do deus Hélio.
Os gregos antigos consideravam que o dia começava com o anoitecer e com a escuridão, dessa forma, o dia começava com a escuridão, o que explica porque da união de Nix com Érebo nasceu o dia e a luz.
Hemera estava intimamente relacionada com Hera, deusa dos céus, e com Eos, deusa do amanhecer. Sendo, que mais tarde o papel da deusa primordial viria a ser substituído por esta última.
Ainda segundo este mito, Hemera e as três irmãs Hespérides, que personificavam a luz da tarde e o ciclo do entardecer, nasceram de forma a ajudar a mãe, Nix, para que esta não se cansasse. Juntas, estas deidades conduzem a dança das Horas, em que Hémera traz o dia, as Hespérides a tarde e Nix a noite.
Hemera casou-se com o irmão Éter, o ar elevado, puro e brilhante, respirado pelos deuses, também designado de Céu Superior.
Segundo Hesíodo, Hemera e Éter geraram seres não antromorfizados como a Tristeza, a Cólera, a Mentira, etc. Juntos geraram igualmente Tálassa.
Já Higino atribui como filhos de Hemera, Oceano, Témis, Briareu, Giges, estérope, Atlas, Hiperião, Saturno, Moneta, Dione e as três Fúrias.
Já outras tradições, dão como Hémera e Éter os pais de Urano e Gaia - logo como a semente de quase todos os deuses gregos. Segundo este mito, momentos antes de Hemera conceber Urano e Gaia, ouviram-se grandes estrondos por todo o Universo, como se o céu estivesse a ser influenciado pela deusa.
Ainda de acordo com Hesíodo, Hemera habita com a mãe no Tártaro, no extremo Ocidente, onde um grande muro separa as portas do Inferno do Mundo visível. Atrás desse muro existe um grande palácio, onde mãe e filha residem, mas nunca se encontram.



Fontes

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hemera
http://cantinhodosdeuses.blogspot.pt/2011/05/deusa-hemera.html
http://www.theoi.com/Protogenos/Hemera.html

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...