01/12/2015

Gaia

Na mitologia grega, Gaia era a personificação da terra, uma das divindades primordiais. Gaia era a mãe de todos: a Mãe Deusa grega, criadora e doadora para a terra e todo o Universo. Os deuses do céu, os Titãs e os gigantes eram filhos de Gaia. Os deuses que reinaram no panteão original nasceram da união de Urano (o céu) e Gaia, enquanto que os deuses dos mares nasceram de Gaia com Ponto (o mar). A sua equivalente romana era Terra.

Etimologia

A palavra grega γαῖα  (transliterado como gaia) é uma forma colateral de γῆ, que significa Terra, uma palavra de origem incerta. R.S.P. Beekes sugere que tenha uma origem pré-grega

Mitologia grega

A Teogonia de Hesíodo conta como, após o Caos, Gaia (Terra) "de seios amplos" surgiu para ser o assento eterno dos deuses imortais que possuiam o Olimpo, em cima, e as profundezas do Tartarus, em baixo (segundo a interpretação de alguns investigadores). Diz, depois, que Gaia trouxe a si o igual Urano (ou Ouranos em grego antigo - Céus) "para a cobrir em todos os lados" e para ser a casa dos deuses. Gaia também teve as colinas (ourea) e Ponto (o Mar), "sem a doce união do amor" (i.e., sem pai). Futuramente viria a dar à luz os Titãs, com Urano, conforme Hesíodo: 
"Ela deitou-se com o céu e deu à luz o turbilhão-profundo Oceano, Céos e Créos e Hipérião e a amável Tétis. Depois deles nasceu Cronos o astuto, mais novo e mais terrível das crianças dela, e ele odiou o seu pai luxuruoso."

De acordo com Hesíodo, Gaia ainda concebeu mais filhos com Urano (Ouranos), primeiro os gigantes Ciclopes de um só olho: Brontes ("Trovão"), Esterope ("Relâmpago") e Arges ("Brilhante"), depois os Hecantôquiros: Coto, Briareu e Giges, cada um com cem braços e cinquenta cabeças. À medida que cada um dos Ciclopes e Hecantonquiros nasciam, Urano escondia-os num local secreto dentro de Gaia, causando grande dor à deusa. Então Gaia concebeu um plano. Criou uma foice de pedra cinzenta (ou adamantine). E Cronos usou a foice para castrar o pai Urano quando este se aproximava de Gaia para copular com ela. Do sangue derramado de Cronos, Gaia produziu as Erínias, os Gigantes e as Melíade (ninfas do freixo). Dos testiculos de Uranos, no mar, surgiu Afrodite.


Do seu filho Ponto, Gaia gerou as deusas marinhas Nereu, Taumante, Fórcis, Ceto e Euríbia.
Como Cronos havia sabido através de Urano e Gaia, que estava destinado a ser destronado pelo seu próprio filho, Cronos engoliu cada um dos filhos que teve com a irmã, a Titã Réia. Mas quando Réia estava grávida do seu filho mais novo, Zeus, procurou a ajuda de Gaia e Urano. E quando Zeus nasceu Gaia tomou a criança aos seus cuidados, e no lugar de Zeus, Réia deu a Cronos uma pedra embrulhada em panos, que o Titã engoliu.
Com o conselho de Gaia, Zeus derrotou os Titãs. Mas mais tarde, da união com Tártaro, Gaia deu à luz o mais novo dos seus filhos, Tifão, que seria o último a desafiar a autoridade de Zeus.

Outras fontes
De acordo com Higino, a Terra (Gaia), juntamente com o Céu e o Mar eram os filhos de Éter e Dia (Hémera) e segundo Apolodoro, Gaia e Tártaro eram os pais de Equidna.
Zeus escondeu Elara, uma das suas amantes, de Hera, debaixo da terra. O filho de ambos, o gigante Tício, que é dito algumas vezes ser filho de Gaia.
Algumas fontes colocam Gaia como sendo a divindade original do Oráculo de Delfos.
Dependendo das fontes, Gaia passou os poderes para Poseidon, Apolo ou Témis. Apolo é o poder mais conhecido do Oráculo de Delfos, algo já há muito estabelecido pelo tempo de Homero, quando Apolo terá morto a filha de Gaia, Pitão e usurpou o poder ctónico desta. Hera puniu o deus enviando-o ao Rei Admeto como pastor durante nove anos.

Na arte clássica, Gaia era representada de duas formas:
  • nos vasos atenienses era pintada como uma mulher matrona com apenas metade ascendida da terra, muitas vezes no ato de entrega do bebé Erictónio (um futuro rei de Atenas) para o promover.
  • Nas representações em mosaico, aparece como uma mulher reclinando-se sobre a terra, cercada por vários Carpi, deuses infantes dos frutos da terra.
Gaia também tornou Aristeu imortal.

Na antiguidade, um juramento que se fizesse em nome de Gaia, era considerado o mais sagrado de todos.

Filhos

Gaia é a personificação da Terra e a sua descendência está relacionada com diversos mitos. Alguns estão relatados de forma consistente, outros apenas de forma indirecta através de outros mitos, e outros ainda estão apenas relacionados, e refletem alguma confusão, pois são conhecidos apenas através de associações.

Que teve sozinha:
  • Urano, Ponto, Ourea
Que teve com Urano
  • Ciclopes (Arges, Brontes e Estéropes)
  • Hecantonquiros (Briareu, Coto e Giges)
  • Titãs (Oceano, Céos, Crio, Hiperião, Jápeto, Cronos, Tétis, Febe, Reia, Mnemosine e Témis)
  • Outros (Mnemea, Melete, Aedea, Gigantes*, Erínias*, Melíade*, Musas Antigas)
Com Ponto:
  • Ceto, Fórcis, Euríbia, Nereu e Taumante
Com Poseidon:
  • Anteu, Caríbdis e Lestrigão
Com Oceano
  • Creusa e Triptólemo
Com Tártaro
  • Tifão, Equídnia (a crença mais comum é de que seja filha de Fórcis e ceto) e Campe (presumivelmente)
Com Zeus:
  •  Manes
Com Hefesto
  • Erictónio de Atenas
Com Éter
  • Urano (mais comumente crê-se ser filho de Gaia sem pai) e Érgia
De pais desconhecidos ou através de partenogénese:
  • Fama, Cécrope e Pitão

* Algumas fontes dizem ter sido do sangue derramado de Urano quando Cronos derrotou o pai.


Interpretações

Algumas fontes modernas, como James Mellaart, Marija Gimbutas e Barbara Walker, defendem que Gaia como Mãe Terra, é uma forma tardia de uma Grande Mãe pré-Indo Europeia, venerada nos tempos neolíticos. A existência de tal divindade neolítica é tema de especulação, e bastante controversa na comunidade académica. Alguns mitógrafos modernos, incluindo Karl Karenyi, Carl A.P. Ruck e Danny Staples interpretam Demeter como sendo a "mãe", Perséfone "a filha" e Hécate "a velha", como os aspetos que formavam uma grande deusa anterior, identificada por alguns como Réia ou simplesmente Potnia "Senhora", especulando-se que seja Réia ou Gaia, em que o título terá sido futuramente dado a Deméter, Ártemis ou Atena.
A deusa-mãe Cibele da Anatólia foi identificada parcialmente com Gaia, mas mais com Réia e Deméter.

Neo-paganismo

Muitos neo-pagãos prestam veneração a Gaia. As crenças, relativamente a Gaia, variam, indo desde a crença de que Gaia seja a Terra até que esta é o espírito incorporado na terra, ou a Deusa da Terra.

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...