11/11/2015

A contribuição de Mendel


Tanto Darwin (à esquerda) quanto Mendel (à direita) trabalharam para a compreensão da compreensão das características únicas de cada ser.


A teoria da selecção natural de Darwin lançou a fundação para a teoria evolutiva moderna. No entanto, faltava uma explicação adequada para a fonte de variação nas populações. Como muitos dos seus antecessores, Darwin deduziu incorrectamente que as características hereditárias eram produto do ambiente, assumindo que as características adquiridas durante a vida de um organismo podem ser passadas à descendência (por exemplo, girafas esticam-se para alcançar folhas nos ramos mais altos e dão origem a descendentes com pescoços mais compridos). Este conceito errado (da herança dos caracteres adquiridos) ficou conhecido como Lamarckismo, em honra de um dos seus principais proponentes, Jean-Baptiste Lamarck (1744-1829). Contudo a sugestão que estruturas corporais usadas frequentemente tornam-se mais desenvolvidas, enquanto que estruturas não usadas deterioram-se, não é suportada por qualquer evidência.
A informação em falta necessária para explicar o surgimento de novas características em descendentes foi fornecida pelo trabalho pioneiro em genética de Gregor Mendel (1822-1884). As experiências de Mendel em cruzamento de ervilheiras demonstraram que a hereditariedade funciona ao misturar e recombinar "factores" (genes) durante a reprodução sexual. Os genes são as unidades básicas de hereditariedade nos seres vivos. Contêm a informação biológica que dirige o desenvolvimento físico e o comportamento do organismo. É este baralhar do código genético que assegura que não há dois indivíduos que sejam cópias exactas um do outro. A fusão da teoria de Darwin com a compreensão da hereditariedade levou a uma compreensão clara dos mecanismos que provocam a evolução.

Hereditariedade

A herança em organismos ocorre por meio de caracteres discretos - características particulares de um organismo. Nos seres humanos, por exemplo, a cor dos olhos é uma característica herdada dos pais. As
características herdadas são controladas por genes e o conjunto de todos os genes no genoma de um organismo é o seu genótipo.
O conjunto das características observáveis que compõem a estrutura e o comportamento de um organismo é denominado de fenótipo. Estas características surgem da interação do genótipo com o ambiente. Desta forma não são os aspectos de um organismo que são herdados. Por exemplo, o bronzeamento da pele resulta da interacção entre o genótipo da pessoa e a luz do sol - um bronzeado não é hereditário. No entanto, as pessoas têm diferentes respostas à radiação solar, resultantes de diferenças no seu genótipo - um exemplo extremo são os indivíduos com a característica hereditária do albinismo, que não se bronzeiam e são altamente sensíveis a queimaduras solares, devido à inexistência do pigmento melanina na pele.
Os genes são regiões nas moléculas de ácido desoxirribonucleico (ADN) que contêm informação genética. O ADN é uma molécula comprida com quatro tipos de bases ligadas umas às outras. Genes diferentes apresentam uma sequência diferente de bases: é a sequência destas bases que codifica a informação genética. Dentro das células, as longas cadeias de ADN estão associadas com proteínas, formando estruturas chamadas cromossomas. Um local específico dentro do cromossoma é conhecido como locus. Uma vez que normalmente existem duas cópias do mesmo cromossoma no genoma , os locus correspondem em cada um destes (cuja sequência de ADN pode ser igual ou diferente) são denominados de alelos. As sequências de ADN podem mudar através de mutações, produzindo novos alelos. Se uma mutação ocorrer dentro de um gene, o novo alelo pode afectar a característica que o gene controla, alterando o fenótipo de um organismo. No entanto, enquanto que esta simples correspondência entre alelo e uma característica funciona em alguns casos, a maioria das características são muito complexas e são controladas por múltiplos genes que interagem uns com os outros.


Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...