02/08/2014

Liberdade no Mundo (2)

No artigo anterior vimos como a democracia não é algo de estável, e muito menos de garantido, nos países. Os gráficos do artigo anterior também mostraram que tem havido uma deseleração no crescimento de novas democracias, e de liberdades para os povos que vivem em países sob regimes semi ou ditaroriais (tendo mesmo decaído pelo oitavo ano consecutivo artigo DN 23.Jan.2014).
Este artigo irá focar-se sob o ano de 2013, mais uma vez a informação é retirada do relatório anual da Freedom House.

Como é possível constatar, a população mundial que vive em regime de liberdade é inferior a 50%, com 60% da população a viver em Estados não democráticos ou semi-democráticos.


 Os gráficos seguintes mostram os dados por áreas geográficas.

Nos países que fazem que partilham a Ásia e a Europa como continentes, não se encontra nenhum cujas populações aufiram de liberdade, no máximo de alguma liberdade limitada em 5 países, os quais só perfazem 22% da população total desses 12 países.



O Médio Oriente e Norte de África são em muito semelhantes, se não mesmo numa limitação ainda maior em relação à liberdade, mas ganha-se em relação ao anterior caso por um caso.


Mais a sul encontramos uma maior diversificação, com 10 países a garantir a liberdade dos seus cidadãos, mas cuja população só conta com 12% do valor total. No entanto, começa a haver uma inversão, com a maioria da população a viver sob uma liberdade condicionada, mas não sob um regime totalitário absoluto (ainda que hajam 20 países sob essa condição).



Passando às Américas vemos praticamente uma inversão do Caso do Médio Oriente e Norte de África, com uma maioria populacional e de países a viver democraticamente, pouco menos de um terço com a liberdade restringida e apenas uma ditadura.





Já na Ásia-Pacífico, mais uma vez encontra-se diversidade, mas apesar de apenas 8 dos 39 países considerados ser não livre, abrange 40% da população total da área. Os países democráticos continuam a ser uma minoria.


Finalmente, a Europa apresenta uma maioria clara democrática, com apenas 12% dos países (que perfazem 14% da população) a viver em regimes de liberdade parcial.




Mapa de Freedom House report



Sem comentários:

Enviar um comentário

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...