09/05/2014

Paul Cézanne

Baigneuses, 1906
Paul Cézanne (Aix-en-Provence, 19 de Janeiro de 1839 - 22 de Outubro de 1906) foi um pintor pós-impressionista francês, cujo trabalho forneceu as bases da transição  entre o impressionismo do século XIX e o cubismo do século XX.
Atribui-se a Matisse e Picasso a frase de que Cézanne "é o pai de todos nós".
Paul Cézanne, 1861
Inicialmente dedicou-se a temas dramáticos e grandiosos próprios da escola romântica, no entanto veio a criar um estilo próprio, com influência de Delacroix, em que introduziu distorções formais e alterações de perspectiva em benefício da composição, ou de forma a ressaltar o volume e peso dos objectos. Trabalhou a cor de modo sem precedentes, em que definiu diferentes volumes que foram essenciais para as suas composições únicas.


Cézanne não obedecia às leis da perspectiva, modificava-as. Segundo as palavras do próprio artista, a concepção que tinha da composição era arquitectónica, em que via a natureza segundo as suas formas fundamentais: a esfera, o cilindro e o cone.
Retrato de Victor Chocquet, 1877


Bibemus Quarry, c.1900



Chateau Noir, c. 1904

















Todas as pinturas por ordem cronológica em           
http://www.wikipaintings.org/en/paul-cezanne/mode/all-paintings

Sem comentários:

Enviar um comentário

Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...