28/05/2014

Anaxágoras - o Fundador


Anaxágoras de Clazómenas (em grego antigo: Ἀναξαγόρας, Anaxagoras; c. 500 a.C. — 428 a.C.), foi um filósofo grego do período pré-socrático. Nascido em Clazómenas, na Jónia, foi o fundador da primeira escola de filosofia de Atenas, contribuindo assim para a expansão do pensamento filosófico e científico que era desenvolvido nas cidades gregas da Ásia. Era protegido de Péricles que também era seu discípulo. Em 431 a.C. foi acusado de impiedade e partiu para Lapseki, uma colónia de Mileto, situada igualmente na Jónia, onde fundou uma nova escola.


Escreveu um tratado aparentemente pequeno intitulado Sobre a Natureza ou Da Natureza, em que tentava conciliar a existência do múltiplo frente à crítica de Parménides e da sua escola, conhecida como "Eleatas". Parménides havia concebido o ser como o princípio absoluto de tudo o que é, identificando o ser com o Uno imutável.


Anaxágoras propôs, assim como os pluralistas, um princípio que atendesse tanto às exigências teóricas do "ser" imutável, princípio de tudo, quanto à contestação da existência das múltiplas manifestações da realidade. A este novo princípio, Anaxágoras chamou de homeomerias. As homeomerias seriam as sementes que dão origem à realidade na sua pluralidade de manifestações. Afirmava que o universo constitui-se pela acção do Nous (νοῦς), conceito que geralmente é traduzido por inteligência. Segundo o filósofo, o Nous actua sobre uma mistura inicial formada pelas homeomerias, sementes que contêm uma porção de cada coisa. Assim, o Nous, que é ilimitado, autónomo e não misturado com nada mais, age sobre estas sementes ordenando-as e constituindo o mundo sensível. Os fragmentos preservados versam sobre: cosmologia, biologia e percepção. Esta noção de causa inteligente, que estabelece uma finalidade na evolução universal, irá-se repercutir em filósofos posteriores, como Platão e Aristóteles e, mais tarde Leibniz, que aproveitará a ideia de homeomerias.


Anaxágoras aparece ao lado de Pitágoras no quadro Escola de Atenas de Rafael, segurando a tabuleta com o número triangular 1+2+3+4, a sagrada tetractys dos Pitagóricos.


Em 455 a.C., Anaxágoras teorizou que a Lua não passava de um pedaço da Terra que se desprendeu. A maioria de seus contemporâneos estavam convencidos de que a Lua era um deus, por isso sua ideia não teve muitos adeptos.

«De todos aqueles que consideramos felizes, não há um único que o seja.» - Anaxágoras

«Prefiro uma gota de sabedoria, a toneladas de riqueza.» - Anaxágoras


Fontes: wikipédia; kdfrases



Desejo

«O condenado à morte deixou transparecer uma alegria comovida ao saber do indulto. Mas ao cabo de algum tempo, acentuando-se as melhora...